Cuidados com a pele no inverno

A nossa pele é sensível às mudanças climáticas e, no inverno, é normal ficar mais ressecada, esbranquiçada, irritada e até haver intensificação das doenças.

Nessa época, a rotina de skincare também deve ser adaptada, a fim de amenizar esses efeitos e manter a saúde da pele.

Cuidados como uma maior ingestão de água e alimentação equilibrada, adaptação dos cosméticos para produtos com maior ação hidratante e adequados para o seu tipo de pele, evitar banhos muito quentes e o uso contínuo de protetor solar, podem ser cruciais para que você passe por esse período com a pele radiante e saudável.

Óleo de rosa mosqueta

O óleo de rosa mosqueta é extraído das sementes da planta affinis rubiginosa. A extração desse óleo pode ser feita por prensagem a frio ou mergulhando as sementes em um solvente e deixando repousar por alguns dias.

Esse óleo é rico em ácidos graxos – ácido oleico e linoleico, também chamados de ômega 9 e ômega 6. Também possui vitaminas, como as do complexo A, B, C, E e K e muitos minerais como o potássio, ferro, cálcio, magnésio, fósforo.

Com tantas propriedades, o óleo de rosa mosqueta é indicado para o tratamento de queimaduras e assaduras, cicatrização, minimização de estrias e celulites, psoríase e tratamento de outras doenças, rejuvenescimento e hidratação da pele.

Pele Madura

Com o passar dos anos, nosso o metabolismo desacelera e as mudanças aparecem, como em todo o nosso corpo, na derme. A síntese de elastina e colágeno diminui drasticamente e por isso, há a necessidade de uma rotina de cuidados específicos para permanecer saudável.

Normalmente, grande parte dessas transformações ocorrem entre os 40 e 50 anos de idade, estando relacionadas não somente à idade, mas também à menopausa e estilo de vida. A pele passa a ter um aspecto mais fino e frágil, com rugas, ressecada e podem aparecer manchas.

A limpeza, hidratação, uso de antioxidantes e protetor solar diariamente são cuidados essenciais. Além disso, o uso de produtos com óleos (óleo de cacaya e rosa mosqueta, por exemplo) e ácido hialurônico podem oferecer excelentes benefícios.

Resveratrol

O Resveratrol é um polifenol de alto poder antioxidante. Este composto está presente em vários vegetais, com maior ocorrência na uva, embora, também possa ser sintetizado quimicamente.

Esse ativo possui a capacidade de inibir a ação de radicais livres, além de proteger a pele contra danos causados pela radiação ultra violeta, prevenindo o envelhecimento e o desenvolvimento do câncer de pele.

Além disso, possui propriedades antifúngicas, anti-inflamatórias e clareadora de manchas. Esse ativo pode ser aplicado em géis, séruns e géis creme.

Pele ressecada

O ressecamento da pele é causado por diversos fatores externos e internos, como condições climáticas, uso de medicamentos, fatores genéticos, idade, desidratação, hábitos alimentares, etc. É consequência de uma modificação na barreira cutânea causando uma queda na produção de lipídeos e tornando as células incapazes de reter água. Geralmente, a pele fica com um aspecto frágil e sem brilho, além da sensação de repuxamento.

É mais comum sentir o ressecamento da pele durante o inverno, principalmente em áreas com uma menor concentração de glândulas sebáceas, como as pernas e ao redor da boca. Nesta época, há uma redução da transpiração corporal e também da umidade do ar. Além disso, os banhos quentes tornam-se mais comuns, também contribuindo para que essa condição ocorra.
O tratamento e a prevenção dependem de cada caso, mas, normalmente, envolvem o uso de hidratantes adequados para o tipo de pele, além de uma rotina de cuidados diários, alimentação balanceada, ingestão de água, evitar exposição solar em excesso e banhos em altas temperaturas.

Todo cosmético natural é sustentável.

MITO!

Um produto pode ter uma fórmula 100%, mas, em seu processo produtivo, pode ocorrer práticas que impactaram o meio ambiente de forma negativa.

Seja o uso de agrotóxicos no plantio das matérias-primas, a seleção e extração que não seguem diretrizes éticas e mesmo, em todo o restante da cadeia de produtiva até a chegada ao consumidor final.

Sustentabilidade não diz respeito somente ao produto, mas também, ao seu processo de produção e descarte.

Se o objetivo é comprar um produto que seja verdadeiramente sustentável, é imprescindível ter um olhar mais sistêmico para cada escolha e estar ciente do todo. Você sabe descartar a embalagem de forma correta após o uso? Tem conhecimento de como é feita a exploração dos recursos utilizados, dentro da natureza? A marca escolhida é comprometida e responsável com o meio ambiente?

3 Ingredientes do bem para incluir no skincare

Os ingredientes naturais têm sido cada vez mais utilizados na indústria cosmética, principalmente, por seus benefícios para o consumidor e para o meio ambiente. Listamos 3 matérias-primas bem versáteis , que podem ser utilizadas em vários produtos de skincare, cuidados com o cabelo e com o corpo.

MANTEIGAS: As manteigas possuem propriedade emolientes, evitando a perda de água e o ressecamento da pele. Normalmente, são extraídas de sementes e caroços e dão às fórmulas, uma textura cremosa e suave. Exemplos bem conhecidos são as manteigas de cacau e karité.

ARGILAS: Em geral, contribuem para o controle da oleosidade e também atuam como esfoliantes. Os elementos constituintes e os benefícios de cada tipo de argila são específicos e variam de acordo com o seu local de origem.

ÓLEOS VEGETAIS: Diferente dos óleos essenciais, não possuem uma aroma intenso. Podem ser aplicados diretamente na pele ou em conjunto com outros cosméticos. Alguns exemplos muito conhecidos são óleos de amêndoas, rosa mosqueta, abacate, argan e jojoba.

Seleção de matéria-prima e sustentabilidade

“A SELEÇÃO DE MATÉRIAS-PRIMAS É UM DOS PROCESSOS DE FABRICAÇÃO DE COSTMÉTICOS QUE MAIS CAUSAM IMPACTO NA SUSTENTABILIDADE”. (Cosmetics & Toiletries)

O aumento da procura por produtos mais sustentáveis aliado à excessiva exploração dos recursos naturais têm ocasionado diversas discussões acerca do impacto socioambiental causado pela cadeia produtiva de cosméticos, enfatizando assim, a grande necessidade do estabelecimento de critérios específicos acerca da seleção de matérias-primas.

Na escolha dos componentes de um produto, é de extrema importância considerar sua origem, a biodegradabilidade e o impacto ambiental, econômico e social causado pelo seu uso.
É preciso que a indústria cosmética encontre alternativas – de forma responsável. Recorrer aos resíduos derivados da indústria alimentícia (caroço de abacate, cascas de uva, etc.) analisando a valorização destes nas formulações cosméticas pode ser uma estratégia relevante.
As empresas que desejam ser verdadeiramente sustentáveis precisam considerar as múltiplas esferas que esse termo atinge.

Óleo de Romã

A Punica granatum L (Romã) é uma planta nativa do sudoeste da Ásia, especificamente no Oriente Médio. O óleo de romã é extraído das suas sementes e possui alto poder anti-inflamatório, antitumoral, antifúngico e antioxidante.

Além disso, o óleo de romã é fonte de ácido punícico e ácido elágico, conferindo diferentes propriedades ao óleo, como ação regeneradora, hidratante e adstringente. Essa matéria-prima também auxilia na cicatrização da pele, estimulando a síntese de colágeno, além de melhorar a elasticidade. O óleo de romã também atua na prevenção do fotoenvelhecimento da pele e auxilia no tratamento da acne.

O óleo de romã é rico em propriedades muito benéficas para a pele e essa matéria-prima pode ser aplicada em hidratantes faciais e corporais, em séruns e máscaras de tratamentos.

Procure pelo sorriso

O selo EU RECICLO comunica a preocupação da empresa com a valorização do trabalho de operadores de coleta e triagem, e sua parcela de investimento no desenvolvimento da cadeia de reciclagem no Brasil.

Aqui na Bio Beauty Industry temos o selo EU RECICLO. Vem fazer parte desse time também!

Saiba mais em www.eureciclo.com.br